Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008

NEUROEDUCAÇÃO:)

Watch more YouTube videos on AOL Video


publicado por neuropsicologiaonline às 18:51
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 23 de Setembro de 2008

I M THE MOUTAIN I M THE SEA... I HAVE THE TWO OF YOU INSIDE ME!


publicado por neuropsicologiaonline às 00:13
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 17 de Setembro de 2008

NEUROPSICOLOGIA ONLINE

As características diferenciais entre o SA bitemporal e o SA diencefálico são resumidamente as seguintes:

l  SA bitemporal

l  Amnesia anterógrada

l  Esquecimento rápido

l  Amnesia retrograda limitada

l  Deficiência de armazenamento ou processamento

 

l  SA diencefálico

l  Amnesia  anterógrada

l  Esquecimento normalidade

l  Deficit em codificação ou analise

l  Amnesia retrograda extensa

 

 

 

 

 

 

                                                       


publicado por neuropsicologiaonline às 08:35
link do post | comentar | favorito

NEUROPSICOLOGIA-COMO FUNCIONA O BINOMIO CEREBRO&CORPO

 

 

Os lóbulos frontais conexionados com a estrutura PTO, compreende a realização dos fenómenos dinâmicos que que possibilitam isolar e proceder ao exame da estimulação  operacional sob condições  interferenciais, como o previsto no paradigma“flanker task” .

Estruturas cerebrais activas nos estudos efectuados acerca das três redes atencionais, neuromoduladores dominantes e localizações cerebrais onde essas redes exercem a sua influência (retirado e adaptado de "Attention as an organ system", Posner et al, 2002)

FUNÇÃO

ESTRUTURAS

Cerebrais

MODULADOR

dominante

Locais de influência (sites)

 

Orientação

Córtex Parietal superior

Junção Temporo-parietal

Região Fronto-orbital

Colículo Superior

 

Acetilcolina

 

V1, A1, S1

 

Alerta

Locus Coeruleus;

Córtex Frontal direito

Córtex Parietal direito

 

Norepinefrina

 

Sistema de Orientação

 

Atenção Executiva

Cingulado Anterior

Ventral lateral

Pré-frontal

Gânglios Basais

 

Dopamina

 

Todas as áreas cerebrais


 

 

 

 


publicado por neuropsicologiaonline às 03:47
link do post | comentar | favorito

PARTICIPAÇÂO DO SISTEMA RETICULAR NO PROCESSAMENTO ATENCIONAL

“De acordo com Brandão (1995), a formação reticular localizada no tronco cerebral é responsável pela regulação do estado de alerta (tenacidade) e subsidia o processo atencional. As informações provindas dos receptores sensoriais passam pela formação reticular de onde ascendem fibras para estruturas diencefálicas e corticais. A formação reticular torna-se, assim, uma estrutura mediadora entre os estímulos externos e o mundo interno, pois através de mecanismos reguladores, como a atenção, selecciona os estímulos e permite uma interacção com o meio. As projecções do chamado sistema activador reticular ascendente (SARA) do trono cerebral possibilitam a activação cortical, a manutenção do alerta e a escolha das respostas comportamentais. Acredita-se que esse processo seja mediado neuro quimicamente por neurónios dopaminérgicos provenientes do núcleo A10 dessa região.

O Sistema Reticular Activador é dividido em dois componentes principais: o componente mesencefálico e o componente talâmico. O componente mesencefálico é formado pela substância reticular e a protuberância superior. A estimulação dessa região produz fluxo difuso de impulsos através de áreas talâmicas para áreas dispersas no córtex cerebral, produzindo um estado geral de vigília. O componente talâmico produz activação de regiões específicas do córtex (Guynton, 1985).

A partir dessa activação inicial, os neurónios do córtex parietal recebem informações sensoriais do tálamo e das áreas de associação corticais; as informações motoras são provenientes dos núcleos da base e do colículo superior; e informações límbicas são provenientes do giro do cíngulo e da amígdala. Todas essas áreas recebem aferências da formação reticular que regula o nível de activação de cada uma delas (Brandão, 1995).

De maneira inversa, o sistema reticular activador também pode ser activado ou inibido por sinais de diferentes regiões do córtex (córtex sensorial som estésico, córtex motor e córtex frontal) por meio de vias neurais que se dirigem para os componentes mesencefálicos e talâmicos (Guynton, 1985). Desse modo, impulsos de diferentes regiões do córtex, e principalmente da região frontal modula a actividade da formação reticular.

Tem sido verificado em estudos de gravação da actividade neural realizados em macacos que a atenção afeta a actividade de áreas do cérebro que processam as características dos estímulos, como cor, movimento, textura e forma. Quando a atenção é dirigida para um único estímulo do campo visual, por exemplo, ocorre um aumento na taxa de disparo de neurónios que atendem a esse estímulo (Motter, 1993).

Desse modo, quando é estabelecido um foco atencional há uma facilitação das respostas dos neurónios corticais tanto nas áreas sensoriais quanto associativas (Lent, 2002). Corbetta, Miezin, Dobmeyer, Shulman & Petersen (1991) demonstraram que há diferentes sistemas envolvidos com a discriminação da cor, forma e velocidade dos estímulos em estudos com PET. De acordo com seus resultados, a atenção selectiva visual modula a actividade de regiões distintas do córtex extra estriado que são responsáveis pelo processamento das diferentes características dos estímulos. Assim, a atenção pode afectar directamente a selecção de características visuais específicas da localização espacial. “

Fonte:Lima, Ricardo F. de (2005). Compreendendo os mecanismos atencionais. Ciências & Cognição; Ano 02, Vol.06, nov /2005.

 

 

 

 


publicado por neuropsicologiaonline às 03:34
link do post | comentar | favorito

INFECÇÔES DO CEREBRO _ CLASSIFICAÇÂO GERAL

As infecções do cérebro podem-se dividir dependendo da tipologia de hospede infeccioso;

 

 

 

Infecções Virais

Infecções Bacterianas

Infecções Micóticas

Infecções Parasitarias

 

 

 

Os sintomas produzidos pelas infecções cerebrais podem enumerar-se do seguinte modo a,

l  síndroma confusional agudo(severo)

l  deficit de atenção

l  falha de memória

l  por vezes agitação motora

l  Da sintomatologia associada a casos de hipertensão intracraniana  podem descrever-se os seguintes;

l  Cefaleias

l  Vertigem

l  náuseas e convulsões

l  Nos casos reportados a encefalites por herpes  simples são frequentes as alterações comportamentais (desinibição, impulsividade) assim como transtornos graves da memória.


publicado por neuropsicologiaonline às 03:22
link do post | comentar | favorito

TUMORES CEREBRAIS DE CRESCIMENTO LENTO

 Os tumores cerebrais de crescimento lento produze, muito pouca sintomatologia neurológica e neuropsicologia porque  o seu crescimento efectua-se por norma fora do cérebro( tumores  benignos) ex; meningiomas, estes tumores permanecem bem definidos e não se infiltram dentro do parênquima cerebral. A sua sintomatologia evidencia-se de modo geral como consequência do efeito da massa sobre as distintas estruturas cerebrais.


publicado por neuropsicologiaonline às 03:07
link do post | comentar | favorito

SEQUELAS MAIS FREQUENTES DOS TRAUMATISMOS CRANEOENCEFALICOS

 

Maioritariamente os TCE produzem sequelas que se identificam na memoria ( amnesia principalmente anterógrada e também retrograda ) mudanças comportamentais, (irritabilidade) e defeitos cognitivos mais difusos (entre estes defeitos atencionais, diminuição da capacidade de concentração, etc...)

 

 


publicado por neuropsicologiaonline às 02:57
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 15 de Setembro de 2008

ARTERIA CEREBRAL MÉDIA

ARTERIA CEREBRAL MEDIA

face externa do hemisfério cerebral

(lobos frontal, parietal e temporal)

 

porção posterior da cápsula interna

 

cápsula externa

 

parte externa do pallidum

 

maior parte do núcleo caudado e putâmen

 

 

                                                     

 

 

 

                                                                             
 
                                                                                   
 
 
 
 
 

 

                                                                                   


publicado por neuropsicologiaonline às 13:27
link do post | comentar | favorito

NEUROPSICOLOGIA -AREAS DE ACÇÃO

Áreas de acção

 

 

As funções descritas acima são desenvolvidas nos seguintes domínios ou áreas de acção:

• População neurológicas e neurocirúrgicas, incluindo doença vascular cerebral, tumores, doenças infecciosas ou inflamatórias, epilepsia, doenças degenerativas, trauma crânio-cerebrais, doenças desmielinizantes ,movimento, transtornos, entre outros.

• População psiquiátricas, incluindo distúrbios humor por ambos diagnóstico diferencial com processos degenerativos, tais como a alteração cognitiva e consequências que comporta na entidade. Foi também envolvida na psicose, obsessivo-compulsivo  e de certos distúrbios personalidade.

• população geriátrica para o estudo de padrões de envelhecimento normal e patológica e de intervir através de compensação e de estratégias preventivas.

• população pediátrica com dificuldades de aprendizagem, atenção-hiperatividade e outros.

• O médico e cirúrgico e população geral, que inclui os candidatos a transplante ou de diálise brawls; candidatos à operação coração aberto, e assim por diante.

 


publicado por neuropsicologiaonline às 04:41
link do post | comentar | favorito

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. NEUROEDUCAÇÃO:)

. I M THE MOUTAIN I M THE S...

. NEUROPSICOLOGIA ONLINE

. NEUROPSICOLOGIA-COMO FUNC...

. PARTICIPAÇÂO DO SISTEMA R...

. INFECÇÔES DO CEREBRO _ CL...

. TUMORES CEREBRAIS DE CRES...

. SEQUELAS MAIS FREQUENTES ...

. ARTERIA CEREBRAL MÉDIA

. NEUROPSICOLOGIA -AREAS DE...

hits
online